Sexta-feira, 10 de Junho de 2011
80

Miles Davis dizia que até a ler um jornal ele soava bem. Terá sempre tudo a ver com isso, com a forma como se soa. Descobriu a perfeição da harmonia e por dentro desse seu universo nasciam melodias milagrosas como um remédio para a alma cansada e acinzentada pelos tempos. Podia resumir-se a sua vida a: nasceu baiano para ser um génio do mundo. Mas a dimensão de joão, voz e violão é muito maior do que aquilo que podemos sequer tocar. Foi ele que me ensinou a gostar da Bossa Nova e a apaixonar-me lentamente por um Brasil que vive no meu imaginário como um lugar sagrado do corpo que se vai sendo. Devo-lhe parte do meu conforto e muito daquilo que gosto na música. Estas coisas não se pagam. Parabéns, João.

 



publicado por jorge c. às 00:00
link do post | comentar | partilhar

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds