Sábado, 27 de Março de 2010
a queda do regime II

O grande mérito das políticas reformistas é a sua prudência e objectividade em relação aos resultados produzidos, aos efeitos estruturais e globais. Um partido que se diz reformista, porque sabe que num momento de maior aperto social e financeiro isso é uma vantagem retórica, quer ter a certeza de um resultado imediato e quantificável, descuidando os efeitos negativos que a efemeridade desses processos possa produzir. Esta linguagem está, portanto, mais próxima do progressismo típico do socialismo europeu do que do reformismo de facto e manifesta-se de forma demagógica de modo a seduzir o eleitorado. A prática tem tido péssimos resultados no plano do desenvolvimento social e de crescimento económico. No entanto, tem tendência a manter-se.

 

Em tese, um partido reformista não está dependente da opinião pública nem desvia o rumo em que acredita para alimentar o pensamento único e chegar consequentemente ao poder. Um regime que valoriza mais o progressismo do que o reformismo estará, assim, condenado ao "poder à vez": agora vais tu, agora vou eu. O eleitorado, satisfeito com o paternalismo do Estado e com a ausência de rumo, aceita este jogo de figuras, da política fulanizada que quer ganhar o prémio de "empregado do mês", ou pelo menos o mais moderno.


tags:

publicado por jorge c. às 15:52
link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De amigos do concelho de aviz a 27 de Março de 2010 às 16:24
É em defesa da cultura que convido todos os interessados a participarem nos VIII Jogos Florais de Avis, uma iniciativa dos Amigos do Concelho de Aviz – Associação Cultural e cujo regulamento pode ser consultado em: www.aca.com.sapo.pt
Fernando Máximo


De textos_sentidos a 28 de Março de 2010 às 17:03
Olá

Gostei do teu blog e em especial deste texto. A politica em Portugal e na União Europeia é complicada, manipuladora de opiniões, não tem grandes ideários e vive na sombra de uma lado oculto de que poucos ousam falar. No nosso país parece que estamos entregues à bicharada adivinhando-se tempos mais dificeis. Queria convidar-te a ler e comentar o meu blog. Aparece e diz o que pensas.


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds