Terça-feira, 22 de Junho de 2010
Sobre a suposta polémica de Cavaco

Sejamos claros. Saramago não é apenas uma figura do universo literário. Teve também uma importância fulcral no debate político e foi um interveniente activo, um agente provocador e muitas vezes foi infeliz nas suas declarações. O Presidente da República tem um cargo político e como tal deve ter a possibilidade de optar e não compactuar com questões que considera contrárias aos seus princípios, sem hipocrisias.

A polémica gerada em torno deste episódio revela a incapacidade transversal de discernir entre as diversas circunstâncias.

No entanto, sou da opinião que a relevância de Saramago na língua portuguesa é superior à sua intervenção política e que é nessa qualidade que o PR deve representar o Estado. Foi uma opção que julgo ter sido errada, mas não suficiente para tanto vuvuzelamento.

 



publicado por jorge c. às 11:32
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Daniel João Santos a 22 de Junho de 2010 às 21:50
foi ele próprio que criou a situação... nas próxima vai de férias para o estrangeiro e longe.


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds