Quinta-feira, 24 de Junho de 2010
A odiosidade do progresso

O Progresso. Sempre o progresso. Não há nada que nos livre dos progressistas. É claro que depois, por não se ponderar o progresso, acaba tudo numa embrulhada cheia de remendos e cedências e malabarismos e mais legislação... Enfim, o estado caótico a que chegámos.

Parece que o problema das scut agora ocupa o centro da nossa atenção. Com alguma razão, mas nem sempre pelos mais válidos motivos. No fundo, estamos a discutir problemáticas que deveriam ter sido discutidas antes do servicinho estar pronto. Seja a questão da cobrança das scut, seja a questão dos chips. Senão, vejamos: o Estado acordou bem disposto um dia a garantir que era tudo à vontade do freguês, fartou-se de betonar o país, até ao dia em que o asfalto acabou e era preciso pagar a conta. Eh pá, que maçada, esqueceu-se da carteira em casa. Vai ter de ser a dividir por todos. O problema não se punha se o Estado, armado em novo rico, não tivesse garantido bar aberto.

Já em relação aos chips a conversa dos direitos de liberdade também não deixa de ser interessante. O Estado vai obrigar todo e qualquer cidadão a ter uma conta bancária. Hoje, parece ser uma situação normalíssima obrigar as pessoas a terem uma conta bancária. Mas por que carga de água é que eu tenho de ter uma conta bancária para usufruir de alguns serviços?

Parece ridículo, mas quando me disponho a prestar um serviço nas eleições, enquanto elemento de uma mesa de voto, é-me oferecido um chequezinho. O cidadão mais moderno deposita. Mas eu, mais avisado, gosto de levantar logo o guito, não vá dar-se o caso do país falir entretanto e eu deixar de ser pago pela minha prestação. Não me deixam. Tenho de ter uma conta.

É a isto que se chama a odiosidade do progresso, quando ele não olha a mais nada senão a si próprio e esquece todo um campo de realidades que são anteriores. O progresso é egocêntrico e os progressistas os seus serviçais acéfalos.



publicado por jorge c. às 10:48
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Pao Metálico a 24 de Junho de 2010 às 19:34
Então estás contra o puguésso?

Mas não ouvi dizer que andavas menos conservador?

Ou é só quando o puguésso está com diarreia?


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds