Domingo, 27 de Junho de 2010
Sobre a educação sexual a um Domingo de manhã

Que Deus Nosso Senhor me perdoe que hoje é Domingo e nem se devia falar destas coisas. Mas tenho ouvido tanto disparate sobre a educação sexual nas escolas que me é difícil a abstenção nesta matéria.

Será que alguém no seu perfeito juízo acha que o Estado se prepara para interferir na esfera mais íntima dos seus cidadãos intruindo-os nos prazeres carnais e, de algum modo, no deboche e na devassidão? Custa-me a crer que em pleno séc. XXI ainda haja quem pense na sexualidade como um segredo sem qualquer componente biológica e que por isso é melhor não tocar no assunto.

Há um sem número de temas relacionados com a sexualidade que são pequenos avanços na nossa compreensão da humanidade e da vida em comunidade. Julgo que ensinar a uma criança para que serve um preservativo sem qualquer tipo de desconforto não será o mesmo que introduzi-la à aplicação oral do mesmo objecto no órgão sexual masculino.

Somos, ainda hoje, vítimas de uma péssima relação com a sexualidade. Ainda hoje ela é muitas vezes iniciada com um défice preocupante de informação e sob uma ideia distorcida da forma como lidamos com o inevitável instinto. Talvez para muitos seja melhor continuar a alimentar tradições como a desfloração do rapaz, numa pensãozeca com uma profissional não-sindicalizada da área pela mão do próprio pai, e manter o discurso o mais obscurantista e moralista possível cá fora, do que educar social e cientificamente alguém para que não cresça ignorante e tenha uma relação mais saudável com os outros e até consigo mesmo.



publicado por jorge c. às 11:11
link do post | comentar | partilhar

5 comentários:
De Pao Metálico a 28 de Junho de 2010 às 10:18
Qual o papel que nós pais (tu também o serás, penso eu) deveremos ter neste aspecto?


De jorge c. a 28 de Junho de 2010 às 11:08
Como diz a Shyznogud em comentário ao post da AMP, a função dos pais continua a ser a mesma: a definição dos pressupostos morais em que a educação que pretende para os seus filhos assente.
Do que se trata aqui é de educação para a saúde.


De Pão Metálico a 28 de Junho de 2010 às 20:43
E essa cabe a quem?


De jorge c. a 28 de Junho de 2010 às 20:52
Essa cabe, até hoje, ao Estado. Ou conheces alguma Universidade, por exemplo, de Medicina privada?
E quem é que ensina sobre o ambiente, a alimentação, as ciências da natureza, a física e a química? São os pais? Não. Como tal é natural que seja também o Estado a educar na saúde. Sendo que o problema nuclear da sexualidade, ou um dos, é precisamente um problema de saúde pública, mental e física.


De Pao Metálico a 29 de Junho de 2010 às 10:24
Renitentemente, lá fui visitar outro blog.

Percebo agora melhor o contexto dos escritos.

Mas continuo a ter para mim que caberá sempre aos pais (e aos avós) o pontapé de saída.
Qual o alcance desse pontapé? Quanto a mim, e dentro do racional, quanto mais longo melhor.
Depois entrará o avançado para recolher a bola e, se possível finalizar o lance com maestria.

Se quiseres outra analogia, é como nos altifalantes full-range. Na impossibilidade de existir o ful-range universal que cubra com eficiência todas as frequências, temos que utilizar um segundo elemento, através dum crossover. Quanto mais alta for a frequência de corte, melhor. Ficarão al frequências mais altas para o tweeter.
Se quiseres ouvir conteúdo com frequências muito baixas, então precisas de outro corte e mais um woofer dedicado. É tudo uma questão de integração. Todos têm um papel importante mas, na minha modesta opinião de audiófilo, o papel principal cabe à famelga.

Post Scriptum: Desculpa os termos em ingalês ténico.


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds