Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010
Imprensa falsa

Há umas semanas recebi um e-mail que dava a conhecer uma notícia sobre os mineiros chilenos. Era uma notícia caricata em que um dos mineiros tinha descoberto que a mulher estava grávida de cinco semanas. É fazer as contas. Concentrei-me na piada e não dei grande atenção ao factor noticioso. Numa posterior troca de mails com a Shyznogud, ela, que é muito mais atenta a estas coisas, acabou por descobrir que se tratava de uma notícia do Sensacionalista - um jornal humorístico ao estilo do The Onion (o nosso Inimigo Público, vá). Não foram precisos 2 minutos.

Hoje, a Shyznogud mandou-me esta pérola (via Facebook). Parece, então, que os jornalistas do Diário Económico não quiseram perder os tais 2 minutos para se certificarem da factualidade, nem para perceber a natureza do meio de comunicação que estavam a usar como fonte. Até nos podemos rir, ao início, mas depois começamos a sentir vergonha do alheio. O passo seguinte é começarmos a recear que isto esteja a influenciar a nossa percepção da realidade a partir da informação a que temos acesso.

Ora, isto suscita algumas questões que já foram colocadas, e bem, neste post do Jugular. Outras questões suscitará, como a qualidade das redacções, dos cursos de comunicação social, os mercados, etc. Mas para já isto serve.

Numa altura em que se fala tanto de censura e manipulação, parece que se esqueceu de discutir a qualidade do jornalismo face à urgência de informação tão reclamada pela internet. Se hoje o mercado dos media é renhido num espaço tão pequeno como o nosso, será que se vai prescindir de um conjunto de princípios basilares do jornalismo para responder tempestivamente, mas sem critério, a essa urgência?


tags:

publicado por jorge c. às 16:31
link do post | comentar | partilhar

5 comentários:
De José a 8 de Novembro de 2010 às 19:10
Do pouco ou nada que entendo de estatísticas e rankings feitos para subjugar países em crise, e até fora dela. Consigo ter o discernimento para entender que o Jugular só tem um sentido, o de atacar a imprensa quando esta troca por engano, ou por motivos que desconheço a ordem natural das coisas. O mesmo não acontece quando tal ordem, é falcatruada pelo governo. Logo, prefiro acreditar na imprensa, a levar a sério qualquer tipo de comentário infeliz que o blogue citado possa fazer!


De joão gaspar a 8 de Novembro de 2010 às 21:36
txiii, ganda maluco.


De maria a 8 de Novembro de 2010 às 21:37
Cada um escolhe o que quer, inclusivamente ser enganado pela Comunicação Social. Pelo menos, tem diariamente essa certeza - uma certeza que o alimenta com satisfação, pelos vistos ! Ok, bom proveito.


De José a 8 de Novembro de 2010 às 22:48
Só não levo mesmo a serio, o Jugular!


De joão gaspar a 8 de Novembro de 2010 às 21:37
jorge, não voltes a meter onion e inimigo público na mesma frase. no mesmo texto. no mesmo blogue. no mesmo mundo, vá.


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds