Domingo, 14 de Novembro de 2010
Os limites da ética

Em matéria de relevância política, aquilo que o Correio da Manhã publicou sobre as conversas da inenarrável Edite Estrela é, como todos deveríamos saber, menos que zero.

Nos limites da legalidade e da ética, a comunicação social privilegiou sempre o domínio da segunda, conhecendo e compreendendo o risco da ultrapassagem da primeira. Era, portanto, uma excepção. Uma excepção que se torna legítima quando a matéria em causa é do interesse público e vem, manifestamente, contribuir para a higiene do Estado de Direito.

Parece que hoje estamos já noutro nível de discussão. Ao publicar uma escuta sem qualquer interesse público e que não passa de uma conversa privada entre dois amigos, o Correio da Manhã está a ultrapassar os limites da ética e a reduzir o debate sobre a publicação de escutas de interesse público ao nível do lixo.

Defender esta premissa - os limites da ética - é um princípio e nada tem que ver com motivos partidários. Nem pode ter.

Pela saúde de todos nós, não deixem que isto se torne a regra.


tags: ,

publicado por jorge c. às 13:03
link do post | comentar | partilhar

5 comentários:
De fernando antolin a 14 de Novembro de 2010 às 18:22
E se isto tivesse sido gravado a uma santanete, as meninas do Jugular estariam tão indignadas com a virtude e a ética da democracia ? Já teriam encontrado os queixos ?

Este rasgar de roupas já me faz recordar o desabafo atribuído à mãe do último rei mouro de Granada...



De jorge c. a 14 de Novembro de 2010 às 19:47
Caríssimo,

Aquilo que "as meninas do Jugular" fazem ou deixam de fazer não me diz grande respeito. Aliás, eu julgo que este post não refere em nenhum lado "as meninas do Jugular". Refere, isso sim, uma questão que me parece tão miserável que me sinto na obrigação de condenar. Só isto.

Um grande abraço.


De Ana Matos Pires a 14 de Novembro de 2010 às 21:14
Perdeu uma bela oportunidade de estar caladito, Fernando, algumas meninas do Jugular até já se indignaram do mesmo modo quando a javardice foi feita com o Berlusconi.


De fernando antolin a 15 de Novembro de 2010 às 16:48
Caladitos são os meninos,cara Ana, eu já sou mais crescidito e terei que estar calado mas não estou. Feitios.
E se concordo com o princípio e deploro um certo jornalismo,não deploro menos o rasgar de vestes por uns bonzos que fazem da ética e da democracia uma casa mal frequentada. E que nas suas conversetas particulares em nada melhoram a ideia que tenho deles e delas. Pronto, agora calo-me que estou com gripe !!















De É titica? a 14 de Novembro de 2010 às 21:27
a ética só começa nos saltos altos

ou anda nos pés descalços?

nã quaja muitus dessis


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds