Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011
Cavaco e o BPN - breve comentário

Por que razão Cavaco diz que estão a deturpar o que disse? Simples. Cavaco referiu-se à actual gestão do BPN por causa da sua fraca recuperação. Porquê? Porque o Estado já injectou lá muito dinheiro. E por que é que Cavaco não falou da gestão anterior do BPN? Porque o BPN era um banco privado e o Estado não tinha injectado lá quantias astronómicas. É difícil compreender isto? Não é. Só por pura maldade e ódio político se dizem os disparates que se disseram ontem com argumentos rebuscados que vão sempre dar à antiga administração do BPN (e da SLN). Ora se o comentário foi sobre a actual administração... é fazer as contas.



publicado por jorge c. às 07:35
link do post | comentar | partilhar

4 comentários:
De Funes, el memorioso a 4 de Janeiro de 2011 às 09:51
O problema Jorge C. - e nenhum vilafranquense o ignora - é que quem criou esta trapalhada toda não foi a actual administração do BPN. Foi a gestão criminosa da anterior administração. E essa era formada pela nata do cavaquismo, pelos seus amigos pessoais que ele protegeu até ao fim*. O problema surge, porque, quando confrontado com os seus investimentos financeiros na SLN, Cavaco não dá uma explicação cabal. Enfurece-se, como se questionar a sua honestidade fosse, por si só, uma infâmia. Ora, esta é uma técnica comum de vigaristas.
Sabia Cavaco o que os seus amigos andavam a fazer no BPN?
Quando o soube?
Afastou-se deles quando o soube? Tomou então alguma medida (uma advertência pessoal aos responsávies, por exemplo) para tentar anular as vigarices e os crimes já cometidos?
Quanto dinheiro investiu no BPN?
Que mais-valias realizou?
Qual o valor relativo destes investimentos e destas mais valias em comparação com os seus investimentos noutras aplicações de outras instituições financeiras? Ganhou mais? Menos? Muito mais? Muito menos?
São estas questões que Cavaco tem que responder de forma clara, plena e sem tergiversar. Ele é Presidente da República e candidato à Presidência da República. Tem que ser uma pessoa séria. E não o é apenas porque o proclama e porque na sua fantasia salazarenta se imagina um político acima dos políticos, portador da pureza, da virgindade, da honestidade e da moral, a quem o simples perguntar ofende e constitui blasfémia. Repito, isso é uma estratégia de vigaristas.
E se ele a adopta, tem que se sujeitar às legítimas conclusões que se podem retirar desse comportamento.

* - E não me venha com a história de que ele não podia demitir Dias Loureiro. É duvidoso que o não pudesse fazer, porque foi ele que o nomeou, não a AR. Em todo o caso, podia ter anunciado que nunca mais convocava o Conselho de Estado enquanto Dias Loureiro lá permanecesse)


De Funes, el memorioso a 4 de Janeiro de 2011 às 10:13
Além disso, que um expert em Finanças e Economia, como Cavaco gosta de se anunciar, venha comparar o saneamento de bancos ingleses no contexto económico britânico, com o saneamento de bancos portugueses, no contexto económico português, é preocupante.


De jorge c. a 5 de Janeiro de 2011 às 11:41
Funes, a questão continua a ser lateral. Explorar a participação civil de Cavaco na SLN, com toda a relevância que isso possa ter no plano político, não tem que ver em nada com a questão que ele levantou. As suas questões serão perfeitamente legítimas. Mas o que o candidato fez foi referir-se ao plano de recuperação do banco com a nova administração. E disto ninguém parece querer falar porque é o dinheiro dos contribuintes que aqui está verdadeiramente em jogo.
Relativamente ao assunto propriamente dito. Parece-me claro o que Cavaco disse na explicação: se o buraco dos ingleses era maior e eles recuperaram, porque não hão-de recuperar os nossos, e por isso falou em gestão em part-time. Certamente que não são situações comparáveis de forma objectiva, mas é possível que se se pode o mais também se pode o menos.
Que o Funes odeie Cavaco de morte, eu compreendo e respeito. Que não entenda isto de má-vontade já não consigo compreender.


De Fil a 4 de Janeiro de 2011 às 18:03
Checks & Balances


Comentar post

Um blog de:
Jorge Lopes de Carvalho mauscostumes@gmail.com
pesquisa
 
arquivos

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO
visitas
subscrever feeds